New relic: entenda o que você deve analisar nos analytics

Você sabe como funciona o New Relic? A ferramenta possibilita o monitoramento do desempenho de aplicativos em tempo real. Essa informação é extremamente importante aos desenvolvedores e às empresas que desenvolvem os apps.

Por meio dos dados sobre cada software é possível identificar os gargalos e pensar em ações com a intenção de melhorar cada software desenvolvido. Muito prático tudo isso, não é mesmo?

Está interessado em saber mais sobre o assunto? Neste post explicaremos detalhadamente o que é o New Relic, informaremos os benefícios da ferramenta, abordaremos sobre as principais funções dessa tecnologia e explicaremos quais são as melhores ocasiões para usar esse recurso tecnológico. Acompanhe a seguir.

O que é New Relic?

Trata-se de uma plataforma SaaS (Software as a Service) de análise de performance que é baseada em logs de aplicação. Pode ser utilizada para a análise de logs ou correlacionamento de logs de infraestrutura e aplicação ou algum evento externo relacionado a uma determinada função.

Os logs são coletados de maneira automática. A plataforma os aproveita e, na sequência, realiza o envio desse dado de forma segura de maneira criptografada, o que garante mais segurança à informação.

Uma das principais praticidades oferecidas pela plataforma é a possibilidade do desenvolvedor conseguir utilizar diferentes linguagens de programação. Entre elas estão o Java, Python, PHP, Go e Ruby.

O New Relic possibilita a coleta de informações sobre o comportamento dos aplicativos. Por meio desses dados é possível analisar diversas métricas. Entre elas estão o tempo de carregamento de cada página, tempo médio de acesso dos clientes etc. Todas essas informações são apresentadas de forma simples e prática na plataforma.

Para que serve essa ferramenta?

Ela ajuda as empresas e os desenvolvedores a monitorarem os aplicativos em tempo real. Por meio dos dados obtidos na ferramenta é possível saber como está o desempenho de cada app e como está a experiência do cliente quando ele acessa uma determinada página.

Como já destacado neste artigo, a ferramenta demonstra vários dados em relação aos aplicativos. Cada profissional pode interpretar essas informações de uma maneira diferente.

A análise de quanto tempo leva para o banco de dados responder uma query mostra se ele está lento ou rápido, por exemplo. Por meio desses dados é possível entender se houve um problema, se ele é relacionado ao código da aplicação, banco de dados, infra estrutura ou outro componente ligado à aplicação. Essa informação ajuda a medir o  tempo de carregamento e o acesso de cada página.

Além disso, quando se usa uma APM (Application Performance Monitoring) fica mais fácil entender quando houve o problema e verificar o que aconteceu em um determinado momento. Em algumas situações, o gargalo pode ter sido na rede ou no banco de dados e não na aplicação.

Isso é fundamental no desenvolvimento de uma aplicação crítica, como um app para e-commerce ou instituição financeira. Essa análise realizada pela ferramenta possibilita uma resolução mais rápida e eficiente dos problemas. Os erros, portanto, são corrigidos rapidamente e o aplicativo mantém seu bom funcionamento.

Portanto, podemos afirmar que o New Relic facilita os desenvolvedores e as empresas a encontrarem os gargalos presentes em cada aplicação. Se ela estiver lenta, por exemplo, é possível fazer otimizações no código antes de aumentar o custo de infraestrutura adicionando mais servidores. 

Toda essa análise ajudar os profissionais a melhorarem os apps e isso, consequentemente, proporciona uma melhor experiência ao consumidor. O cliente tende a ficar menos estressado e, com isso, diminuem-se as chances do cliente abandonar a sua página.

Quais as principais funções do New Relic?

A ferramenta conta com diversas funcionalidades que possibilitam o acompanhamento do desempenho de cada aplicativo. Entre elas estão:

  • base de dados: por meio deles é possível ter uma visão geral e detalhada do desempenho do banco de dados. Por meio dessa análise erros relacionados a chamadas em bancos de dados podem ser facilmente identificados e corrigidos; 

  • análise de erros: nessa funcionalidade é possível avaliar e solucionar os problema dos aplicativos de forma rápida e objetiva;

  • mapa: por meio do mapa de serviços é possível ter visibilidade, em apenas um local, de todos os serviços, que se conectem à aplicação. Eles ajudam a visualizar o desempenho de cada aplicação, além da sua arquitetura e dos seus serviços internos;

  • transações: é possível também fazer análises das transações mais críticas das aplicações. Com isso você consegue identificar o tempo de resposta, a quantidade de requisições e taxas de erro na aplicação.

Devido a essas funcionalidades, o New Relic permite a identificação detalhada sobre os locais onde acontecem os problemas. O desenvolvedor consegue compara o desempenho da aplicação atual comparando com versões passadas do app. Caso aconteça algum problema após uma atualização da versão, fica mais fácil identificar se ele está mais relacionado à infraestrutura, ao banco de dados ou ao código da aplicação.

Quando utilizar o New Relic?

Devido às características descritas neste post, o New Relic tem várias utilidades e, portanto, podem ser utilizadas para diferentes finalidades. Diego Castilho, product owner da Locaweb, destacou a versatilidade da tecnologia e citou algumas ocasiões em que ela pode ser utilizada.

“Por ser uma ferramenta de monitoramento, você pode usar para monitorar o negócio do cliente, a quantidade de vendas versus a quantidade de usuários que acessaram o site. Quando esse número começa a cair, pode existir um problema que você não sabia que existia na aplicação. Essa tecnologia pode ser usada com o intuito de entender o que está acontecendo e permite parar e olhar para um evento passado”, disse Diego.

Quais os benefícios do New Relic?

A ferramenta é extremamente importante na identificação de problemas de maneira rápida e eficiente. Isso garante uma maior agilidade na correção de um determinado problema no aplicativo e facilita a geração de insights. Eles facilitam o desenvolvimento de novas ideias ou ações com a intenção de melhorar o desempenho de cada app e, assim, encantar e reter os clientes nas companhias.

Todos esses fatores, somados, garantem uma melhora na produtividade das empresas e ajudam elas a venderem mais. Consequentemente, as companhias terão maiores receitas e lucros. O trabalho do desenvolvedor também se valorizará e ele pode ser chamado para novos jobs.

Diego Castilho detalhou como é feita a análise de cada problema e falou também sobre a utilidade das soluções oferecidas pela plataforma.

“A análise é feita de forma granular. Você pode olhar camada por camada. Pode olhar no código e identificar uma linha que está demorando mais tempo para ser executada. O ponto chave é que a solução é para análise de aplicação web, independentemente se ela é interna ou externa”, disse Diego.

O New Relic, portanto, é uma ferramenta extremamente útil e ela possibilita a identificação de problemas nos aplicativos. Essas informações ajudarão os desenvolvedores e as empresas a terem diversas ideias ou tomarem ações mais rápidas com a intenção de oferecer melhorias e proporcionar uma melhor experiência ao usuário.

Este post sobre New Relic foi útil para você? Então, assine a nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre tecnologia em primeira mão no seu e-mail.