Linguagens de alto nível: o que são e como elas evoluíram

Para o desenvolvedor que busca construir sua carreira por conta própria, versatilidade é fundamental. Ter a capacidade de se adaptar a diversos projetos, objetivos e plataformas aumenta sua gama de possibilidades no mercado e potencializa a captação de clientes.

É por isso que todo profissional da área tem que aprender pelo menos uma das linguagens de alto nível. Você sabe o que isso significa? Vamos conversar sobre o conceito para que você tenha mais essa capacidade no seu portfólio. Boa leitura!

O que são as linguagens de programação de alto nível e como evoluíram

Para entrar no assunto, primeiro podemos resolver uma questão que pode deixar curiosa a pessoa que está começando na carreira: por que existem tantas linguagens de programação?

C, C++, Java, SQL, Basic, são apenas alguns exemplos de como a área exige conhecimentos variados. A razão para isso está em como essa profissão pede por adaptação e agilidade.

Cada uma dessas linguagens é criada com um objetivo em mente: ser simples de escrever, ter facilidade na manutenção, performance mais adequada a determinado uso, para projetos com alterações constantes ou não.

Quem determina a melhor linguagem a ser utilizada é geralmente o programador responsável, mas essa escolha dificilmente vem só pela preferência.

Essa pluralidade vem também da evolução das linguagens de acordo com o que programadores no mundo todo sentem necessidade e acham mais prático em suas rotinas. Foi assim que surgiram as linguagens de alto nível.

Elas são chamadas assim por terem uma sintaxe mais parecida com a forma como nossos idiomas são estruturados, com elementos análogos à escrita. Ou seja, são linguagens de programação mais próximas do ser humano, enquanto as de baixo nível estão mais próximas da máquina.

Elas abstraem registradores ou instruções para o processador de uma forma mais orgânica e legível para quem está trabalhando com ela.

Essa barreira ainda será puxada mais do que temos hoje? Provavelmente.

Cada projeto inovador, cada novo desafio para profissionais da área acaba exigindo uma nova forma de abordagem, uma nova forma de interagir com a máquina e executar tarefas com velocidade e otimização. Talvez você seja essa pessoa no futuro. Contudo, para criar algo diferente, nós temos que conhecer bem o que pode ser feito hoje.

Quais são as principais linguagens de alto nível

Dito tudo isso, podemos então entrar um pouco na prática. Quais são as linguagens de alto nível mais utilizadas? Vamos fazer uma lista com as principais, que você tem que ficar de olho!

JavaScript

O JavaScript, ou JS, talvez seja a linguagem de alto nível mais popular hoje pelo seu uso abrangente na web. A ideia de sua criação foi facilitar a execução de scripts client-side, sem que essa interação precise passar pelo servidor.

O JavaScript, dessa forma, enriqueceu a experiência de navegadores como talvez nem fosse imaginado anos antes. Por isso, para quem vai trabalhar com web, é uma linguagem quase que obrigatória.

PHP

Continuando nessa especialização, o PHP é o principal aliado do JavaScript, mas no lado do servidor. Também é fundamental para quem trabalha com web. O PHP é flexível e pragmático, influenciado também por linguagens de mais baixo nível, mas pensadas na agilidade do desenvolvimento de sites.

Python

A Python foi uma das primeiras linguagens de alto nível a serem elaboradas e popularizadas para o desenvolvimento. A ideia por trás dela foi exatamente criar sintaxe e semântica focados em quem programa, não o que está sendo programado.

O resultado foi um conjunto de regras e biblioteca fáceis de entender e se situar, inclusive com paradigma orientado a objetos — uma constante nas linguagens de alto nível.

Ruby

A Ruby foi criada um pouco depois e teve muita inspiração em Python e Perl. A ideia era criar uma linguagem de script que fosse ainda mais orientada a objetos que suas inspirações e com tipagem dinâmica, uma das mais próximas da sintaxe de escrita entre as populares.

O interessante é que essa popularidade da Ruby vem crescendo nos últimos anos, por isso é uma opção potencial para quem está começando.

Qual é a importância de dominar esse tipo de linguagem

Você precisa aprender uma linguagem de alto nível para trabalhar como desenvolvedor? Não necessariamente, mas, para quem pensa em uma carreira estável e de destaque, é uma parte vital desse processo. Veja alguns pontos que gostamos de levantar:

Versatilidade

Como já dissemos, a programação de alto nível é muito difundida em áreas com bastante demanda para o desenvolvedor, principalmente web.

Ter o conhecimento dessas linguagens dos dois lados vai permitir que você pegue novos projetos, encarar novos desafios e fidelizar novos clientes.

Mesmo dentro de um projeto específico, dominar mais delas significa ter mais armas, mais pontos de vista sobre como atacar um problema ou uma demanda.

Simplicidade

Por se aproximar mais de como nós escrevemos naturalmente, as opções de alto nível se tornam mais simples de construir e mais rápidas de manter. Quando algo não está certo no seu código, o problema fica muito mais aparente.

Produtividade

Se essa abstração torna a programação mais intuitiva, isso significa que você consegue escrever mais código em menos tempo.

E em situações específicas essa produção também é mais rápida: quando você precisa demonstrar alguma questão pontual ao cliente ou quando precisa trabalhar em conjunto.

Cada profissional organiza seu código à sua maneira. Contudo, por se aproximar de como falamos, o de alto nível consegue ser mais bem compreendido de maneira geral.

Dando uma resumida e fechando esta discussão, as linguagens de baixo nível darão maior compreensão sobre como computadores funcionam, enquanto as de alto nível abstraem o suficiente seu trabalho para encontrar soluções para seus desafios dentro dessas possibilidades.

Por isso, quando falamos deste assunto, não existe melhor ou pior, existe o que mais se adéqua a cada situação. Conhecer linguagens de alto nível cria novas oportunidades para trabalhar. Ou seja, dentro de um leque maior de domínio, permite que você expanda sua carreira.

Qual dos exemplos que demos é melhor para você aprender hoje? Não existe resposta certa para isso. Então, curta a nossa página no Facebook e vem discutir com a gente!