Veja 4 comunidades que todos os programadores precisam participar

Você sabe quais são as principais comunidades para programadores? Antes de responder a essa pergunta, é necessário explicar sobre a definição desses grupos. Tratam-se de locais nos quais os profissionais trocam ideias entre si, definem eventos — workshops, palestras, talks, entre outros — e se atualizam em relação às principais tendências e demandas do mercado.

Você está interessado em saber mais sobre o assunto? Neste post explicamos a importância de participar de comunidades destinadas aos desenvolvedores, como esses locais podem ajudar a desenvolver o trabalho dos programadores, quais são os principais grupos e como participar de um. Confira!

O que é uma comunidade?

Trata-se de um grupo de pessoas com objetivos em comum que se reúnem com a intenção de compartilhar ideias, agendar encontros, entre outras finalidades. Nesse sentido, há vários grupos formados por programadores na internet, e eles são utilizados com essa intenção.

Nesses ambientes há bastante suporte, e isso é extremamente útil aos profissionais que estão ingressando na área. As comunidades que contam com várias pessoas tendem a ser melhores, pois as dúvidas podem ser esclarecidas de forma mais rápida e você pode ter contato com diferentes visões sobre o tema. Além disso, geralmente esses ambientes são formados por desenvolvedores que procuram se ajudar constantemente.

Todas essas características somadas fazem com que esse ambiente seja positivo para os profissionais.

Por que participar de comunidades para programadores?

Primeiramente, as comunidades geralmente promovem encontros. Eles podem ser semanais, mensais ou com intervalos mais longos, dependendo do grupo. Na maioria das vezes esses eventos são gratuitos. Além disso, trata-se de uma ótima oportunidade para se atualizar em relação às demandas do mercado, ficar por dentro das novas tendências da tecnologia e conhecer pessoas novas que trabalham na área.

Dessa maneira, podemos afirmar que fazer parte de uma comunidade é uma ótima maneira de ampliar a sua rede de contatos e ficar por dentro das novidades do mercado.

Esses locais também podem ser uma excelente ideia para você compartilhar os seus aprendizados e as suas experiências. Aproveite o espaço e transmita os seus conhecimentos sobre, por exemplo, as tecnologias e linguagens de programação utilizadas no cotidiano etc.

Como as comunidades ajudam a melhorar a qualidade do trabalho dos programadores?

Não há dúvidas de que esses grupos podem melhorar o trabalho dos desenvolvedores de diversas maneiras. Os programadores que participam desses ambientes ficam mais atentos em relação às boas práticas, têm acesso a diferentes dicas, referências e sugestões que podem ser utilizadas no cotidiano do profissional.

As comunidades são um ambiente favorável para a troca de conhecimento e os profissionais têm vontade de ajudar. Caso queira, por exemplo, aprender mais sobre determinada linguagem, é possível começar a ter contato com ela por meio das comunidades. Isso é essencial para quem está começando, pois o profissional terá contato com pessoas mais experientes e poderá aprender com elas.

Quais são as principais comunidades para programadores?

1. Guru-SP

O Grupo de Usuários Ruby de São Paulo (Guru-SP) é um grupo de profissionais interessados em ensinar e aprender o uso da linguagem de programação Ruby e as suas funcionalidades, como aplicações, bibliotecas etc.

Nessa comunidade, as pessoas também discutem sobre o uso de novas tecnologias, o mercado de trabalho no setor e as metodologias de desenvolvimento.

2. Grupy

Trata-se de uma comunidade composta por usuários interessados em ensinar e aprender sobre a Pyhton no estado de São Paulo. O grupo está aberto a pessoas com diferentes níveis de conhecimento em relação à linguagem (desde o indivíduo iniciante até o mais experiente).

3. PHPSP

Essa comunidade reúne profissionais interessados em estudar sobre PHP no estado de São Paulo. A comunidade promove encontros regularmente nas cidades de São Paulo, Campinas e Santos, com a intenção de discutir sobre a linguagem e outros assuntos pertinentes ao ramo de tecnologia.

4. Rails Girls

Trata-se de uma comunidade que organiza eventos em diversas partes do mundo com o objetivo de incentivar as mulheres a entrarem no ramo tecnológico. No Brasil, há eventos nas cidades de Joinville (SC) e Sorocaba (SP).

Como participar de comunidades para programadores?

Fazer parte de um grupo não é uma obrigação, mas quem não está em uma comunidade dificilmente será visto. Caso decida participar de um grupo, aproveite o que ele tem a oferecer. Compareça a encontros da área, ajude as pessoas e se envolva nas discussões.

Nem sempre é fácil fazer isso, e às vezes alguns profissionais podem se alienar por terem tantas tarefas a serem realizadas diariamente. Nessa situação, pode sobrar pouco tempo para se dedicar e aprender coisas novas. 

Por isso, muita gente vê a participação ativa e frequente de uma comunidade como uma atividade a mais a ser executada. No entanto, as experiência proporcionadas pela participação nesses grupos mostram que você poderia resolver determinado problema de forma melhor, mais eficiente e apropriada do que a maneira que está fazendo agora.

Quais são as principais ferramentas para programadores?

Assim como as comunidades, as ferramentas também são muito úteis. Isso porque, elas contam com funcionalidades que facilitam o trabalho cotidiano dos desenvolvedores, principalmente os iniciantes. Pensando nisso, na sequência do artigo citaremos as principais. 

1. GitHub

Nesse local, os membros podem descobrir, usar e contribuir com os mais de 25 milhões de projetos por meio do fluxo de trabalho de desenvolvimento colaborativo. Os projetos no GitHub podem ser acessados e manipulados por meio da interface de linha de comando Git. O site ainda possibilita que usuários registrados ou não-registrados possam navegar nos repositórios públicos.

2. Sourceforge

Trata-se de uma das principais ferramentas de código aberto na internet. Ela tem como objetivo ajudar os projetos de fonte aberta a serem bem-sucedidos. Dessa maneira, caso precise ver algum exemplo de código para aprender a fazer um procedimento, esse é um ótimo lugar para procurar. Muitos profissionais da área de TI vão até o Sourceforge com a intenção de desenvolverem, fazerem download e publicarem o software de fonte aberta.

3. Google Developers

É a página do Google destinada a ferramentas de desenvolvimento de software, interfaces de programação de aplicativos (APIs) e outros recursos técnicos. O site ainda conta com a documentação sobre a utilização de ferramentas para desenvolvedores do Google, grupos de discussão e blogs destinados aos profissionais que usam produtos de desenvolvedor da empresa norte-americana.

As comunidades para programadores são locais nos quais os desenvolvedores se unem com a intenção de trocar ideias, compartilhar soluções e ficar por dentro das tendências da área de TI. A participação nelas pode ser vista como mais uma atividade em uma rotina corrida de muitos profissionais, mas ajuda o profissional a desempenhar melhor seus trabalhos.

Gostou deste post sobre comunidades para programadores? Então siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de outros conteúdos sobre tecnologia. Estamos no Facebook, no LinkedIn, no YouTube e no Twitter!