Você usa um checklist completo antes de lançar um novo site?

Prestes a lançar um novo site? Certifique-se de que conferir se tudo está correto, através de um checklist completo de verificação.

A maioria de nós já prepara checklists para tarefas como compras, viagens e assim por diante. Fazemos isso porque os checklists ajudam a nos organizar com eficiência quando temos que fazer muitas tarefas desafiadoras. Até mesmo a NASA usa checklists durante missões espaciais e pilotos durante a decolagem e aterrissagem.

Da mesma forma, o lançamento bem-sucedido de um site depende de como você se organizará para verificar se todos os pontos discutidos estão funcionando da maneira como deveriam. Para ajudá-lo a evitar os erros que temos aprendido ao longo dos anos, criamos um checklist completo para garantir que seu site seja lançado com tranquilidade.

Nós vamos cobrir tudo, desde a revisão até o desempenho do teste. Algumas dessas dicas podem parecer um pouco básicas, e esse é o ponto! Queremos ajudar você a se certificar de que não ignorou acidentalmente alguns aspectos pequenos, mas importantes, do seu site.

1.Verifique se há pequenos erros

Não cometa o deslize de ter um erro de digitação em uma página-chave. Dedique alguns minutos, volte e revise o máximo de conteúdo possível. Além disso, procure outros pequenos problemas com arquivos de áudio, vídeos ou textos fictícios:

  • O conteúdo deve ser fácil de ler – tamanho da fonte, frases curtas, marcadores e muito espaço em branco (Lembre-se: espaço em branco é um dos princípios mais importantes de um bom design);
  • As imagens devem ser otimizadas para SEO, devidamente rotuladas e com texto alternativos que façam sentido para sua palavra-chave;
  • Arquivos de áudio e vídeo precisam funcionar corretamente, e devem ser otimizados para que não comprometam a velocidade do site.


2. Verifique se você tem uma página de contato completa

Além de permitir que os visitantes entrem em contato com você,  ter uma página de contato aumenta a credibilidade o quociente de confiança do seu site. Lembre-se de fazer uma página completa, indicando telefone, email, redes sociais e, se possível, um quarto meio de comunicação como Whatsapp ou chat online.

3. Teste a usabilidade do seu site

Verifique se todos os aspectos funcionais do site funcionam conforme o esperado. Usabilidade é importante para conversões, bem como para SEO global. Olhe para cada elemento em seu site como um visitante faria.

  • Garanta que as imagens sejam otimizadas para velocidade;
  • Em particular, teste todos os botões call-to-action e formulários de contato;
  • Em um site multiusuário, verifique o procedimento de login, funções e credenciais;
  • Confira a experiência geral com os olhos de um usuário consumindo conteúdo no site.;Caso coloque autoresponders no lugar, certifique-se que eles respondem como você pretende;
  • Se você está criando uma loja virtualque aceita pagamento digital, faça um teste de cada etapa do processo de compra / pagamento, incluindo o redirecionamento da página de sucesso. Isso inclui downloads, inscrições, funções do carrinho de compras, processamento de pagamentos, notificações por e-mail, botões e links

4. Certifique-se de que sua navegação funciona

Em nenhum momento os visitantes devem ficar confusos sobre qual botão clicar ou como chegar até determinada informação. Você deve tornar seu site o mais fácil e objetivo possível, de maneira que o usuário tenha vontade de passar mais tempo no seu site, o que irá reduzir sua taxa de rejeição, que é sempre uma vantagem.

  • Implemente uma hierarquia visual – As hierarquias visuais permitem que seus visitantes compreendam rapidamente a estrutura da sua navegação. Você pode fazer isso considerando cuidadosamente o posicionamento de cada elemento, bem como seu tamanho, fonte e cor uniforme.
  • Otimize o posicionamento da sua barra de navegação – Na maioria dos casos, um simples menu de limite superior é todo o site que precisa ser facilmente navegável. Porém caso você tenha um site com muitas páginas e conteúdos diferentes, o ideal é usar um mega menu, como o da Netflix
  • Use um esquema de cores atraente e contrastante – Usar as cores certas não apenas deixará seu menu de navegação ótimo, como também melhora a eficácia do seu menu. Usar cores atraentes com bom contraste pode ajudar os visitantes a identificar elementos e links importantes mais rapidamente, além de diferenciar suas opções de navegação do restante de seu conteúdo.
  • Considere o uso de breadcrumbs Breadcrumbs basicamente mostram sua hierarquia de navegação no topo do seu blog. Eles indicam a seus leitores a sua localização atual, bem como fornecem acesso com um clique a níveis mais altos do site.

5. Verifique a compatibilidade com dispositivos móveis

O teste de compatibilidade com dispositivos móveis é agora uma parte essencial de qualquer checklist de lançamento de websites, devido ao foco do Google na indexação em dispositivos móveis . Conseqüentemente, seu website precisa ser compatível com dispositivos móveis e tão funcional e agradável em celulares quanto em desktops.

Em outras palavras, o texto deve ser fácil de ler em dispositivos móveis, o conteúdo deve ser o mesmo em ambas as versões do seu site, a navegação deve ser fácil, os botões devem ter espaçamento adequado entre outros fatores.

Felizmente, você pode usar a própria ferramenta do Google , Teste de compatibilidade  com dispositivos móveis do Google para testar esses aspectos.

6. Revise a compatibilidade do navegador

Não é suficiente visualizar o site apenas do seu navegador. Além disso, você precisa ver como ele aparece em diferentes versões dos principais navegadores . No mínimo, você precisará testá-lo no Chrome, Firefox e Safari.

Mais uma vez, você encontrará ferramentas gratuitas como o  Browsershots  para essa finalidade. Ele usa um número de computadores em locais diferentes para abrir seu site em vários navegadores. Em seguida, ele coleta capturas de tela das suas páginas da Web em diferentes navegadores e as envia para um servidor dedicado para sua análise.

7. Execute o teste de compatibilidade

Às vezes, pode acontecer que plugins não funcionem bem um com o outro. Portanto, é aconselhável executar um teste de compatibilidade usando plugins como o PHP Compatibility Checker. Isso evita falhas devido a conflitos de atualização de plugins, temas ou WordPress.

8. Prepare-se para os erros 404

Erros 404 não são prováveis ​​em um novo site. No entanto, um visitante pode digitar errado ou, de alguma forma, conseguir uma mensagem de erro “Página não encontrada”. Para que você não perca esse visitante e melhore a experiência do usuário, crie uma página 404 personalizada.

Além disso, você pode configurar alertas de e-mail para rastrear erros 404 a partir do momento em que seu site for publicado e corrigi-los antecipadamente .

9. Certifique-se de que as URLs estão corretas

Muitas vezes, quando um site é movido do ambiente de homologação para o de produção, é necessário alterar todas as URLs . Certifique-se de confirmar que todas as URLs estão corretas na versão oficial do seu site antes de avançar na checklist de lançamento do site.

10. Verifique se você tem calls-to-action claros

Este é um ponto que você não pode ignorar. Você deve garantir que o site tenha elementos de call to action claramente definidos. Os botões de call to action ajudam a direcionar seus visitantes para os locais mais importantes. Ou podem ajudar você a criar uma lista de e-mail, se esse for seu objetivo.

11. Instalar e configurar um plugin SEO

Instale o  plugin Yoast SEO  ou qualquer outro plugin SEO para otimizar suas páginas para um bom posicionamento no Google. Certifique-se de que cada página tenha um título exclusivo , uma meta descrição e seja otimizada para uso de palavras-chave.

12. Configure seus permalinks

O uso de permalinks que descrevem o conteúdo de cada página torna-os fáceis de lembrar, mais úteis e mais amigáveis ​​para SEO. Evite usar o que chamam de “stop words”, que são preposições, artigos e conjunções.

13. Verifique seus sitemaps XML / sitemap HTML

A maioria dos plugins SEO geralmente já criam um sitemap para você automaticamente, mas você deve adicioná-lo no Google Search Console e verificar se não nenhum erro.

14. Verifique seu arquivo robots.txt

Um arquivo robots.txt também ajuda os mecanismos de pesquisa a rastrearem seu website com mais eficiência. Você pode aprender mais sobre isso no guia do Google sobre o assunto.

15. Teste de compatibilidade com AMP

Caso você esteja usando o projeto AMP do Google para acelerar o seu site para visitantes de dispositivos móveis, acesse um dispositivo móvel ou uma ferramenta de teste de AMP e verifique se tudo está funcionando corretamente.

16. Testar a integração de mídia social

Teste seus ícones de redes sociais para ver se eles estão funcionando como deveriam. Eles se conectam às páginas certas? Você tem os botões certos instalados? A funcionalidade “share” funciona corretamente?

17. Coloque uma solução de backup no lugar

Logo antes de lançar seu site, tenha o cuidado de instalar uma solução de backup adequada e testá-la antes de acionar o botão de ativação.

18. Confirme seu SSL

Você sabe que seu site corre o risco de ser rotulado como “Não seguro” se não tiver um certificado SSL? Além disso, você pode usar verificadores onlines gratuitos para descobrir se há algo faltando no seu certificado.

19. Mantenha o spam de fora

Por causa da popularidade do WordPress, garantir que você tenha uma  solução anti-spam como o plugin para WordPress chamado Akismet  é uma necessidade ao passar por qualquer checklist de lançamento de site. Torna o gerenciamento de comentários mais fácil e o seu site mais seguro.

20. Cuide do material legal

Sabemos que essa parte pode ser um tanto maçante pra você. No entanto, é necessário se você não quiser entrar em questões legais mais tarde.

  • Tome cuidado para que as licenças necessárias estejam em vigor para imagens, fontes, plugins etc.;
  • Considere incluir um “Termos de Serviço” para explicar seus serviços em detalhes;
  • Confira os requisitos legais em diferentes regiões para verificação de idade, requisitos de consentimento, processamento de cartão de crédito e muito mais.</li

21. Excluir plugins e temas subutilizado

Finalmente, você deve verificar o seu painel de plugins e temas que não estão sendo usados e excluí-los para manter um site WordPress enxuto, seguro e eficiente.

Este é um post escrito por nosso parceiro Caio Nogueira, co-fundador da UpSites Digital, empresa especializada em criação de sites responsivos WordPress. Apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que sejam interativas e amigáveis, Caio também gosta de escrever no tempo livre e tocar violão.

Cadastre-se e fique por dentro de todos os conteúdos para desenvolvedores.