Saiba como fazer a gestão de diversos sites de seus clientes

A gestão de sites e blogs já se tornou parte integrante das marcas e dos negócios. Vivemos em uma economia do conhecimento, que valoriza a informação na palma da mão — literalmente, com os smartphones.

81% dos consumidores e 94% dos compradores B2B fazem pesquisas online antes de tomarem decisões de compra. O Google penaliza os sites que são lentos ou que entregam uma experiência ruim para o usuário. Neste texto você vai entender melhor por que fazer gestão de sites de seus clientes, conhecer ferramentas para monitorá-los e aprender dicas para otimizar os sites de maneira organizada, profissional e evitando imprevistos. Acompanhe!

Qual é a importância de fazer uma boa gestão de sites desenvolvidos?

Se o site do seu cliente não estiver na primeira página do Google ou sofre downtime no momento em que os fregueses estão fazendo pesquisas para comprar, perde-se muito dinheiro.

Confira as 5 principais razões para gerenciar o desempenho dos sites constantemente:

Proteger a imagem do negócio

Seja o site o e-commerce de uma loja física ou um blog que vende apenas produtos digitais, a imagem da marca é tudo, e o site funciona como um cartão de visitas. Quedas constantes e/ou baixa velocidade de carregamento prejudicam a reputação da empresa, que passa uma imagem de preguiça, desleixo e até de incompetência.

Manter os clientes felizes

A melhor forma de manter felizes os clientes de um desenvolvedor é fazer felizes os clientes deles, ou seja, quem traz receita para as empresas. Gerenciar os sites é importante para assegurar que quem visitá-los vai ter uma boa experiência e vai encontrar o que procura em poucos segundos. Afinal, a concorrência está a apenas um clique de distância.

Prevenir a perda de vendas

Quanto maior for o volume de vendas de um site, maior é o valor de cada segundo. Imagine o prejuízo milionário que a Amazon ou uma grande rede brasileira de varejo pode ter se o site cair durante meia hora. A gestão reduz esse risco e pode tornar mais fácil corrigir o problema quando ele acontecer.

Melhorar o SEO

O PageRank leva em conta tanto a velocidade quanto o downtime. O Google não quer apontar o usuário para um site lento ou ruim. Além disso, um site rápido é rastreado pelos crawlers com mais frequência, de modo a ranquear rapidamente as novidades.

Detectar hackers

O monitoramento constante pode avisar ao webmaster, por SMS ou e-mail, de problemas com o downtime que indiquem a atividade de hackers. Isso permite reações mais rápidas aos ataques.

Como fazer um monitoramento frequente de todos os projetos desenvolvidos?

Três ferramentas são importantes para essa responsabilidade: um serviço de monitoramento, o versionamento de código e um instrumento de administração.

Serviços de monitoramento

O mercado de monitoramento de sites é muito competitivo, com mais de 140 serviços listados no site Super Monitoring. A atividade se divide em duas:

Monitoramento sintético ou ativo

Feito por emulação de um browser ou scripts de transações web. Os scripts simulam a ação ou o caminho que o usuário final deve percorrer, e os resultados geram métricas de funcionalidade, disponibilidade e tempo de resposta. É usado para prevenir problemas antes que aconteçam.

Monitoramento passivo ou real

Captura via port ou network tap o tráfego real para um site. Muito útil para identificar a origem de um problema que já está ocorrendo.

Versionamento de código

Organizar de forma lógica e controlar as revisões de código é cada vez mais importante, já que os sites estão ficando mais complexos, com novos widgets, vídeos, funções e plugins. O versionamento torna mais fácil a tarefa de rastrear a causa de uma consequência. Por exemplo: por que será que o site ficou lento de repente? Pode ser que tenha entrado um novo código que ainda não foi minificado.

Ferramentas de gestão

Não subestime a utilidade de aplicativos de gerenciamento de projetos como Trello, Asana, Airtable, Kanban Tool ou mesmo o Google Agenda para turbinar a produtividade.

Trabalhando sozinho ou em equipe, eles são uma mão na roda para quem precisa manter “várias panelas no fogo ao mesmo tempo”, ajudando a planejar melhor o uso do tempo e disparando lembretes para evitar que os prazos estourem.


Como manter os sites atualizados?

Confira algumas dicas para construir sites ricos em conteúdo e fáceis de atualizar.

Marque datas

Todo site deve ser reavaliado pelo menos uma vez por mês, no mínimo para assegurar que as informações estão atualizadas. Mudou algum endereço ou telefone? Alguém da equipe pediu demissão? Algum preço anunciado no site sofreu reajuste?

Mantenha a coisa simples

Se algum widget, plugin etc. está deixando a atualização lenta para você, provavelmente isso afeta a experiência do usuário também. Livre-se de tarefas pesadas demais. Se certa informação funcionaria bem no Twitter da empresa, então considere twittar em vez de fazer um blog post, que exige imagem no tamanho certo, palavra-chave destacada etc.

Não use páginas estáticas

Todo site deve ser construído em um CMS. Use também a maior proporção possível de conteúdo estruturado. Cada informação é catalogada em um campo diferente da base de dados, simplificando a vida de qualquer pessoa que adicionar conteúdo e permitindo que a informação seja reutilizada facilmente em feeds, aplicativos etc.

Quais são as melhores ferramentas para fazer a gestão de sites?

A PCMag fez um ranking dos melhores serviços de monitoramento de sites. No topo, identificados como “escolha do editor”, estão quatro:

  1. LogicMonitor;
  2. AppDynamics;
  3. New Relic Browser;
  4. SmartBear AlertSite.

Também receberam boas notas:

  • Dynatrace UEM;
  • Riverbed SteelCentral AppInternals;
  • SolarWinds Web Performance Monitor;
  • Pingdom;
  • Ghostery MCM;
  • Geckoboard.

Da “elite dos quatro”, o SmartBear é o único recomendado para pequenas e médias empresas.

Como uma hospedagem de qualidade facilita a gestão dos sites?

A hospedagem é de importância crítica para os negócios. Ela afeta as receitas da empresa ao entregar melhor ou pior downtime e velocidade. É essencial escolher com cuidado a infraestrutura para garantir que os sites ficarão rápidos, confiáveis e seguros.

Uma boa infraestrutura pode facilitar muito o monitoramento passivo do website e entregará com mais velocidade as atualizações para os usuários.

Por que utilizar a revenda de hospedagem pode facilitar a gestão de sites?

A revenda de hospedagem é uma boa solução para facilitar a gestão de sites. Isso acontece ao fornecedor ao desenvolvedor mais controle sobre a gestão do empreendimento, da caixa de e-mails e até do volume de dados distribuídos para cada cliente. O desenvolvedor passa a ser ele próprio um administrador de hospedagem, o que também o ajuda a agregar valor no serviço oferecido aos clientes.

Desenvolver é muito importante, mas fazer a gestão de sites é fundamental. É ela que vai assegurar que os sites estão cumprindo seu papel de entregar a informação rapidamente para os usuários e funcionando como e-commerce ou cartão de visitas da empresa. Com essas dicas você em breve estará monitorando os sites de forma mais eficiente e organizada!

Gostou de saber mais sobre o assunto? Então assine a nossa newsletter e mantenha-se atualizado com as melhores dicas para desenvolvedores!

Cadastre-se e fique por dentro de todos os conteúdos para desenvolvedores.